sábado, 10 de maio de 2014

A Prostituta de Mil Reais de Ermelino Matarazzo


A Madame abriu a porta da Termas e se deparou com um homem muito bem vestido.

- No que posso ajudá-lo? – pergunta a Madame.

- Gostaria de ver a Natalie – diz o homem.

- Senhor, Natalie é uma de nossas meninas mais caras… 

O senhor não quer ver outra de nossas garotas? – fala a Madame.

- Não, eu quero a Natalie! – diz ele.

Minutos depois apareceu Natalie para explicar ao homem que ela iria cobrar R$1000,00 pela “visita”. 

Sem pestanejar, o cara mete a mão no bolso e tira um maço de dez notas de R$100,00 e entrega sorridente para a moça.

Então os dois subiram para um dos quartos e, depois de uma hora, o sujeito saiu super feliz. 

Na noite seguinte o mesmo cara apareceu de novo querendo ver a Natalie. 

Natalie disse que era muito raro a mesma pessoa contratá-la por duas noites seguidas, mas, mesmo assim, nem iria pensar em qualquer tipo de desconto.

Novamente o homem enfiou a mão no bolso e tirou outras dez notas de R$100,00 e, na companhia de Natalie, subiu para um dos quartos, e depois de uma hora se foi. 

Quando apareceu pela terceira noite seguida, ninguém podia acreditar. Novamente entregou R$1000,00 a Natalie e foram os dois para um dos quartos.

Quando terminaram a brincadeira, Natalie falou...

– Ninguém nunca requisitou meus serviços 
por três noites seguidas. 

De onde você é?
- De Ermelino Matarazzo – respondeu ele.

- É sério?! – disse ela.

- Minha família também é de lá!

- Eu sei… 

disse o homem.

- É  que seu pai faleceu. Ele deixou uma herança de 
R$ 3.000,00 e as suas irmãs me pediram que eu 
viesse aqui te pagar.



Procure por Palavra - Exemplo: Jaspion